|    home
  Bem-vindo!

Busca artigos por palavra chave




16/04/2011
 

Design

 

Salão Internacional do Móvel de Milão 2011

 

Até o dia 17 de abril é possível visitar a maior e mais importante feira de design do mundo: o Salão Internacional do Móvel de Milão. Em sua edição anterior, segundo os organizadores, foram registrados 1851 expositores. Este ano, elecompleta 50 anos e muitas ações foram programadas. São exemplos: Euroluce (Iluminação), Salão do Complemento e Decoração (Decoração), Ufficio (Escritórios eSalão Satélite) e Exposição de Jovens Designers. Além de eventos paralelos por toda a cidade de Milão e pelas regiões próximas como Brera, Zona Tortona eZona Lambrate, que esbanjam charme e design. Por lá, forma e bom gosto andam de mãos dadas e inspiram novas idéias aos profissionais e estudantes da área. Além de ser uma excelente oportunidade de aperfeiçoar o olhar. Cinco arquitetas brasileiras que estiveram por lá, destacam o que viram.

 

Foto: Divulgação

Poltrona do designer brasileiro Pedro Franco

 

“Adorei as poltronas do designer brasileiro Pedro Franco. Sua linha exibe o hand made (feito à mão) com o entrelaçamento de fitas, cordas e até aplicações de fuxicos. Uma das minhas preferidas possui estampa geométrica e bicolor. Outros lançamentos que me chamaram a atenção na feira foram as cadeiras que ganharam um estofado leggero (simples, único e elegante) com tons predominantemente acinzentados e marrons com pequenos detalhes em laranja, amarelo-queimado, e azul-turquesa. O jogo de volumes nos aparadores e nos armários por meio de portas mais espessas e  alternadas com portas embutidas também se destacou. Além, das novas tecnologias para armários que abrem e fecham por meio de sensores”, aponta a arquiteta Daniella de Barros.

 

“A empresa finlandesa Punkalive produz móveis de design e stands para a exposição. Ela também executa alguns móveis para o escritório Karin Rachid. Uma das matérias-primas que a marca utiliza é a madeira spruce, típica do país e reaproveitada de descartes. Esta madeira parece com o pinus que encontramos em alguns mobiliários no Brasil, mas é mais resistente”, explica a arquiteta Ana Lucia Siciliano.

 

 

“As centenas de pessoas vindas de todas as partes do mundo que conferem o Salão de Milão se surpreendem, logo na entrada, pela lindíssima cobertura de vidro e estrutura metálica branca, projetada pelo arquiteto Massimiliano Fuksas. Escolhi três pavilhões para visitar. Fiquei surpresa com a qualidade das grandes marcas, como Flexform e Poliform. O que mais observei foi o uso recorrente do couro de várias maneiras, inclusive interna e externamente nos móveis. Vi gavetas e divisórias pespontadas, mega pufes moles. Além de portas de armário, puxadores, mesas de centro e bases de sofá com pelica de boa qualidade. A cor escolhida para este material é principalmente o nude, mostrado de forma lindíssima pela Flexform nos pufes de couro. Outro ponto de destaque é o uso de acabamentos estonados em tapetes e tecidos”, afirma a arquiteta Juliana Moisés.

 

 

“Este ano, vejo cada vez mais a preocupação com o conforto por meio  de materiais empregados nos sofás, as almofadas bem moldadas ao corpo e muitas formas orgânicas em mesas. Visitei o showroom da Dedon e amei uma espécie de casulo para áreas externas. Destaco também a Moroso com seus grandes designers, como a Patricia Urquiola que assinou  cadeiras tramadas e coloridas. A Poliform se destaca pela praticidade das estantes e inclui mais um tom na sua cartela de cores, o amarelo. A Minotti com sofás extremamente confortáveis em tons de cinza, preto, branco e alguns detalhes em laranja queimado. Outra novidade foi a linha assinada pelos irmãos Campana para a Edra, com poltronas em vaqueta ou couro dando um ar de amassado nas peças. Isto significa, mais uma vez, fortalecer o conceito do conforto, da leveza, da peça convidativa para sentar e apreciar”, acrescenta a arquiteta Clélia Regina Ângelo.

 

“Um dos grandes destaques da mostra foi a coleção da Missoni Home. As composições de cores da marca sempre são imbatíveis, além das estampas geométricas. Achei tudo incrível”, conta a arquiteta Vivian Coser.

 


Publicado por: Divina Proporção
versão para impressão    Envie esta matéria para amigos!

Publicidade
 
© 2015 Divina Proporção, Todos os Direitos Reservados | webmaster
desenvolvido por: Siglobal