|    home
  Bem-vindo!

Busca artigos por palavra chave




11/06/2011
 

Comportamento

 

Pergunte ao Urso 

 

Mais de 700.000 acessos por mês. Esta marca não é para qualquer um, mas o Urso conseguiu. Na verdade, nesta história, o publicitário Marcelo Vitorino, de 32 anos, e seu personagem, o Urso, se integram e se complementam. O primeiro é estrategista em comunicação digital. Em seu trabalho costuma orientar empresas sobre como se posicionar na internet por meio de consultorias personalizadas ou em palestras por todo o Brasil. Nas horas vagas escreve o blog Pergunte Ao Urso, ou simplesmente PAU. Aí, então, quem responde as perguntas é o urso. Um “animalzinho” engraçado, bem articulado, educado e meio psicólogo que trata de diversas questões, mas em sua grande maioria, as perguntas são referentes aos campos do relacionamento e do sexo. O blog já rendeu alguns patrocinadores e dois livros ao publicitário. Por conta do sucesso desse trabalho, Marcelo se apresenta com frequência em vários meios de comunicação.  Agora, ele está aqui na revista eletrônica Divina Proporção.Com respondendo todas as nossas questões. 

 

Foto: Divulgação

 

Divina Proporção.Com – Seu blog já está bastante tempo no ar. Qual o segredo do sucesso?

Marcelo Vitorino – O Pergunte ao Urso já tem três anos. O sucesso dele vem da simplicidade. A proposta de responder questões diversas é muito simples. A forma bem humorada que coloco as respostas agrada ao público.

Divina Proporção.Com – Como nasceu a ideia do blog?

Marcelo Vitorino – Basicamente, eu queria, ver como a ferramenta de blog funcionava e, como estava trabalhando em uma editora focada no público feminino, resolvi que o formato seria com perguntas e respostas. Por meio dele pude monitorar o interesse das mulheres e desenvolver melhor meu trabalho no marketing. Já não estou mais na editora porque minha participação no projeto terminou.

Divina Proporção.Com – O que mudou no blog de três anos para cá?

Marcelo Vitorino – Fora o lado estético (já houve duas mudanças e estou planejando uma terceira), o tamanho dos textos aumentou muito e a frequência dos posts diminuiu. A responsabilidade em escrever algo que será lido por milhares de pessoas também fez com que o humor ficasse mais contido.  

Divina Proporção.Com – Por que o nome Pergunte Ao Urso?

Marcelo Vitorino – Me chamam de Urso Branco por conta das características físicas e também por conta da rabugice.  Então, nada mais apropriado.

Divina Proporção.Com – Você acredita que um blog sobre sexo é um nicho de mercado?

Marcelo Vitorino – Poucas pessoas que têm qualidade na forma de organizar o raciocínio escrevem sobre sexo e relacionamentos. Acabei encontrando um nicho nesta área. Porém, a minha vida profissional tem fundamento no marketing que também ajudou muito.

Divina Proporção.Com –  Você  vive desse blog?

Marcelo Vitorino – Não. O blog me rende um bom dinheiro em patrocínio, mas nunca foquei nele para isso. Também há a geração de receita indireta, como as palestras sobre comunicação digital.

Divina Proporção.Com – Ao longo dos anos o que este blog rendeu em  mídia?

Marcelo Vitorino – Estive presente em todo o circuito midiático: portais, jornais, revistas, programas de rádio e também televisão. Não há nenhum meio que ainda não foi explorado. Na televisão estou sempre em programas como o do Ronnie Von e da Silvia Poppovic, mas o que rendeu mais atenção foi quando ocorreram citações em capítulos da novela Caminho das Índias, da TV Globo.

Divina Proporção.Com –  Qual a experiência mais gratificante que o blog rendeu?

Marcelo Vitorino – Alguns eventos com leitores são muito interessantes. Sempre que posso organizo um. Acredito que a relação com quem lê o blog é o que me deixa mais feliz. São muitos os e-mails de carinho e de reconhecimento. Todos os dias, recebo algo dizendo como o que escrevi influenciou positivamente a vida de alguém. 

Divina Proporção.Com –  Qual a pergunta mais picante? E o que o Urso respondeu?

Marcelo Vitorino – Já respondi de tudo, desde irmão querendo fazer menage com irmã e a namorada, até homem que ficou excitado ao ver a mulher transando com cachorro. No primeiro caso disse que se todos estão de acordo, não há impedimento, mas deve-se pensar no que mais poderá acontecer. No segundo, recomendei que o cidadão comprasse luvas para o cão.

Divina Proporção.Com –  Qual a resposta mais picante que o Urso já deu?

Marcelo Vitorino –  As dicas de sexo são sempre muito elogiadas, o que é um fato engraçado e às vezes embaraçoso. A resposta mais lida é sobre dicas de sexo oral para as moças. Isto é um pouco constrangedor, afinal, só tenho experiência de expectador! 

Divina Proporção.Com –  Qual o perfil do leitor de seu blog?

Marcelo Vitorino – 83% feminino e estão acima dos 25 anos. É o perfil de leitoras de revistas femininas, boa parte por conta do conteúdo, dos temas e também da profundidade impressa nas respostas. Não é publico de blog de humor, que deseja humor fast-food.

Divina Proporção.Com –  Você é publicitário, mas o urso é meio psicólogo?

Marcelo Vitorino – Trabalhar com marketing te dá noções de comportamento.  Costumo ficar observando relações interpessoais e tentando entender o que está por trás das ações que as pessoas tomam. 

Divina Proporção.Com – Você gostaria de acrescentar algum tipo de informação.

Marcelo Vitorino – O Pergunte ao Urso não é um blog de humor como muitos rotulam, é um blog de entretenimento. Não tem em sua composição nenhuma obrigação de servir como referência séria, simplesmente é feito com o intuito de entreter seus leitores. Outros canais de comunicação também estão disponíveis como a fan page do Facebook.

  

Dicas de leitura:

Em Cartas Anônimas,  Todavia, uma pequena cidade baiana de uns cinco mil habitantes, cartas anônimas carregadas de humor, virulência e malícia circulam sem parar, desnudando segredos e destruindo reputações. Os todavianos sabiam tudo de todos, trabalhavam muito nas artes do leva e traz, da intriga e da futrica, da boataria bem urdida e da sordidez sem culpa. O tom deste romance de humor negro remete ao mesmo realismo fantástico que regia Macondo, a cidade imaginária do romance Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Marquez. Embora igualmente surreal, o universo de Todavia é bem mais irreverente e descaradamente erótico. Fernando Vita, também autor do premiado Tire a Doidinha da Sala que Vai Começar a Novela, volta à carga total em Cartas Anônimas, da Geração Books, com seu humor e talento inigualáveis.

O Sonho do Súcubo é romance da série que tem Georgina Kincaid como protagonista. Trata-se de uma mulher que trocou sua alma pela vida eterna. É assim que o leitor se depara com toda a pluralidade conflituosa de sentimentos e impressões da mente de uma mulher apaixonada, mas fadada a trazer sofrimento ao seu grande amor. Erotismo e suspense são costurados pela autora Richelle Mead num texto de habilidade e fluidez pouco comuns. Ela constrói uma literatura fantástica e instigante, em que homens e mulheres, anjos e outros seres sobrenaturais antropomórficos camuflam-se entre os cidadãos no ambiente noturno, demonstrando comportamento estranhamente comum em sua essência humana. Pela Editora Planeta.

 


Publicado por: Divina Proporção
versão para impressão    Envie esta matéria para amigos!

Publicidade
 
© 2015 Divina Proporção, Todos os Direitos Reservados | webmaster
desenvolvido por: Siglobal