|    home
  Bem-vindo!

Busca artigos por palavra chave




02/09/2011
 

Comportamento

 

Qual é seu estilo?

 

Ana Vaz tem formação abrangente e variada. Ela é docente, consultora e palestrante das áreas de imagem pessoal e profissional, estilo, moda e etiqueta. Possui clientes no Brasil, Inglaterra e México. Sua vivência profissional nas áreas de comunicação e marketing em empresas de grande porte, além de sua aproximação com o varejo de moda fazem com que ela compreenda as necessidades de seus clientes de forma rápida. Por isso, os ajuda a obter a imagem ideal dentro e fora do ambiente de trabalho. Ana é professora dos cursos de Estilismo & Coordenação de Moda e de Etiqueta Social no SENAC Campinas, é especializada em Consultoria de Estilo & Imagem Pessoal e Análise de Cores pela First Impressions Image Consulting, uma consultoria líder em seu segmento no Reino Unido.  É autora das publicações Pequeno Livro de Estilo – Guia Para Toda Hora, e Pequeno Livro de Etiqueta – Guia Para Toda Hora\", pela Editora Verus, com mais de 60 mil cópias vendidas. Ela concedeu esta entrevista à Divina Proporção.Com.

Divina Proporção.Com –  Como consultora de imagem, você deve entrar no guarda-roupa de muita gente. Como é seu trabalho?

Ana Vaz – Entrar no guarda-roupa do cliente é primordial. O trabalho começa com uma “anamnese” para levantar necessidades, objetivos e percepções; passa por uma análise de cores para saber quais os melhores tons para cada cliente; uma análise física (para que possam ser recomendadas as melhores roupas e acessórios); e então pela avaliação do guarda-roupa (o que precisa ser alterado, reformado e retirado, e o que ficar deverá coordenar também com o que precisar ser comprado). Depois é a vez de saírmos às compras. Só então, o cliente recebe um material elaborado especialmente para ele.

Divina Proporção.Com –  Em quais momentos as pessoas te procuram para transformar o guarda-roupa?

Ana Vaz – Em vários, mas os mais comuns são quando acontecem mudanças pessoais ou profissionais, como promoções ou troca de área no trabalho, mudanças de cidade, estado, país ou empresa, gravidez, nascimento dos filhos, separação ou casamento; e hoje há um novo perfil de cliente que quer apenas simplificar sua vida, comprando menos, porém melhor.

Divina Proporção.Com –  Transformar o visual é um reflexo de sua transformação pessoal?

Ana Vaz – Na maioria das vezes, sim. Como a imagem é o que comunica sua personalidade e estado de espírito, isso faz total sentido. É uma forma muito interessante de contar sutilmente ao mundo que algo mudou por meio  da comunicação não-verbal. Ela é poderosíssima.

Divina Proporção.Com –  É caro ter uma consultoria de imagem? Como este serviço é cobrado?

Ana Vaz – Cada profissional cobra do seu jeito. No meu caso, ofereço cinco pacotes de atendimento com cargas horárias, valores e objetivos distintos.

Divina Proporção.Com –    Qual o perfil do seu cliente?

Ana Vaz – Trabalho muito com empresas e executivos, mas atendo principalmente mulheres a partir dos 30 anos. Esta é uma faixa que procura bastante a consultoria, pois está normalmente num dos momentos que descrevi acima. 

Divina Proporção.Com –   O que faz uma consultora de imagem?

Ana Vaz – Em resumo, ajuda seus clientes a traduzirem sua personalidade, qualidades e valores da maneira mais positiva possível por meio de sua imagem. Para isso ensina a importância da imagem como uma poderosa ferramenta de comunicação, mostra o que valoriza ou não o tipo físico, a personalidade e a carreira do cliente.

Divina Proporção.Com –   Todas as pessoas têm estilo?

Ana Vaz – Tem sim, o estilo é tradução de nossa personalidade, valores e momento de vida. Para comunicar tudo isso, escolhemos algumas peças, cores e formas em detrimento de outras. O estilo é uma manifestação visual de quem você é neste exato momento.

Divina Proporção.Com –   Como descobrir o estilo de cada um?

 Ana Vaz – Deve-se ficar atento ao que realmente se gosta de usar, e quais os motivos. Normalmente é muito mais profundo do que se imagina.  Por exemplo, uma pessoa reservada normalmente procura roupas discretas e que criem uma barreira de proteção. Então, é comum gostarem de peças feitas em cores pouco chamativas, muitas vezes escuras, feitas em tecidos lisos ou com estampas também discretas, em formas mais estruturadas, que servem como um escudo. Outras pessoas são criativas e vão procurar peças singulares, ou fazer combinações surpreendentes, muitas vezes transgressoras. O ideal é realmente se observar e ver quem você é. Isto está manifestado nas peças que mais gosta.

Divina Proporção.Com –   Como cada um pode melhorar seu estilo?

Ana Vaz – Respeitando-se, tomando decisões menos impulsivas, procurando um consultor de imagem, lendo livros sobre o assunto.


Publicado por: Divina Proporção
versão para impressão    Envie esta matéria para amigos!

Publicidade
 
© 2015 Divina Proporção, Todos os Direitos Reservados | webmaster
desenvolvido por: Siglobal