|    home
  Bem-vindo!

Busca artigos por palavra chave




22/11/2011
 

Comportamento

Saiba lidar com seu dinheiro

Paula Schurt, Psicóloga, Especializada em Psicologia Econômica, Personal e Professional Coach de Vida e Financeiro, Terapeuta Financeira e Educadora Financeira, vem atuando há anos, na questão financeira por meio da Educação Financeira para empresas e grupos de pessoas, obtendo ótimos resultados. É pesquisadora na área do comportamento humano, o que inclui o comportamento financeiro e a tomada de decisão. Ela pesquisa como as emoções influenciam os comportamentos e como isso se dá em relação ao dinheiro. É membro participante da BNI Brasil Grupo Next, participante das ultimas edições da Expomoney São Paulo e Rio de Janeiro, responsável pela primeira Formação de Terapeutas Financeiros do Brasil. Paula concedeu esta entrevista exclusiva.

Divina Proporção.Com – Atualmente, existe uma maior preocupação nas pessoas em querer ter dinheiro?

Paula Schurt – Sempre existiu essa vontade de ter dinheiro, o problema é que a questão financeira vai muito além do quanto dinheiro eu tenho e sim o que faço com ele. Ter dinheiro é relativo. O que é pouco para mim pode ser muito para outras pessoas. Então, aquilo que eu desejo fazer com o dinheiro acaba sendo importante, porque se quero ter dinheiro somente por status é diferente de ter dinheiro para desfrutar da vida.

 
Divina Proporção.Com – Por que surgiu a idéia de um workshop sobre educação financeira?

Paula Schurt – Devido a questões pessoais e também pela experiência em consultório, percebi que as pessoas tinham muita dificuldade em lidar com o dinheiro, comecei a estudar o tema que acabou virando curso e atendimento personalizado. 

 
Divina Proporção.Com – O que é dinheiro?

Paula Schurt – Dinheiro serve para os bens  e serviços que ele pode adquirir; é um meio de troca, somente isso. Porém as pessoas distorcem, e vinculam o dinheiro a poder, que acaba resultando muitas vezes em insatisfação.

 
Divina Proporção.Com –  Ter dinheiro significa viver melhor?

Se a pessoa tiver um bom relacionamento com o dinheiro sim. Do contrário, aquela pessoa que condiciona a felicidade, o bem-estar ao dinheiro, só o torna pesado, difícil de ganhar e circular adequadamente na vida.

Divina Proporção.Com – Até que ponto é possível planejar a vida financeira?

Paula Schurt –  Você pode planejar praticamente tudo, pois eu só não posso controlar eventos que não dependem de mim, como a chuva, o sol, o trânsito...O restante da minha vida eu posso controlar e planejar. Inclusive, é muito importante fazer o planejamento de compras, da aposentadoria, de viagens. Dessa forma, evito pagar juros altos em financiamentos e faço o dinheiro trabalhar para mim.

Divina Proporção.Com –  Quem tem uma vida financeira sem muitos luxos, mas também não tem condições de poupar, pode planejar seu futuro financeiro?

Paula Schurt – Sim pode. Como falei, é primordial na vida de todas as pessoas o planejamento financeiro, ou planejar os sonhos. Meu sonho pode ser de qualquer tamanho, de qualquer valor, não importa, o que é preciso é fazer com que esses sonhos entrem no orçamento mensal, destinando uma quantia para a realização. 

Divina Proporção.Com –  Como usar o cartão de crédito?

Paula Schurt – Cartão de crédito é bom para quem sabe usar, ou seja, para quem administra bem seu orçamento mensal. Do contrário, aquelas pessoas que usam o cartão apenas para \\\"ganhar tempo\\\" para fazer o pagamento das contas do mês, na verdade precisa aprender a lidar melhor com o dinheiro para depois ter um cartão de crédito. 
 
Divina Proporção.Com –  Poupar ainda é um bom negócio?

Paula Schurt – Poupar é primordial, sem reserva financeira a pessoa fica a mercê dos imprevistos, e acaba no endividamento. É necessário poupar para a aposentadoria, é necessário também ter uma reserva financeira para esses imprevistos. O ideal é ter seis meses de salário guardado para o caso de uma demissão, doença, entre outros imprevistos.
 
Divina Proporção.Com –  Quais as formas de aplicação mais rentáveis e acessíveis a todos?

Paula Schurt – Depende do perfil do investidor. Se você é conservador, a poupança é uma boa opção, mas existem aplicações que rendem um pouco mais, e a longo prazo faz diferença, é o caso do tesouro direto, e da previdência privada. Porém essas aplicações devem ser feitas somente a longo prazo, resgates antecipados, principalmente na previdência, geram pagamento de imposto de renda mais alto que afeta os rendimentos da aplicação.
 
Divina Proporção.Com –  Quer acrescentar mais alguma informação?

Paula Schurt –  O melhor mesmo, é que cada pessoa tenha um bom relacionamento com o dinheiro, assim você será capaz de administrar bem suas finanças e ter bons rendimentos. Para isso, tem cursos e atendimento personalizado de coach e terapia financeira. No meu site tem todas as informações.

Dicas de leitura e presentes

A Editora Ser Mais lança Gestão de Pessoas.  As coaches e diretoras da MBTV, Marcela Buttazzi e Tatiane Vilela, participam como coautoras com o capítulo \\\"Coaching nas Empresas\\\". Nesta obra, renomados especialistas da área tratam de forma pormenorizada diferentes estratégias, estudos e análises que têm surtido efeito positivo em companhias de todo o País. São textos objetivos e, ao mesmo tempo, sensíveis ao ponto de entender profundamente o objeto de pesquisa maior das ciências humanas: o homem. O livro oferece total suporte aos profissionais do setor para que a Gestão de Pessoas não seja mais um tabu no ambiente corporativo.

As aventuras de Robinson Crusoé  um dos criadores do moderno romance ocidental, Daniel Defoe marcou a história da literatura inglesa e mundial. O escritor inovou e caiu nas graças do público pela linguagem utilizada em um de seus mais famosos trabalhos. O livro é narrado em primeira pessoa, a obra-prima do escritor teve destaque sobre as demais publicações da época, e agora recebe uma releitura para o público jovem, pela Paulus.

Há certas coincidências que produzem um eco da vida interior na realidade exterior. Um exemplo: você está pensando em um amigo de quem não tem notícias há muito tempo e se surpreende quando, horas depois, recebe um e-mail dele em sua caixa de entrada. Ou em um dia ou semana, um número começa a se repetir quando você olha para o relógio, no visor do computador, nas placas de carros ou de ruas. Essas são as chamadas coincidências significativas, como foram denominadas por Carl Gustav Jung. O livro Os 7 Segredos da Sincronicidade, escrito pelo casal Trish e Rob MacGregor, desvenda esses importantes sinais que o universo nos envia, como um guia completo para reconhecê-los, entender o seu significado, tirar o melhor proveito deles e até intensificar a sua ocorrência. Pela Editora Planeta.


Publicado por: Divina Proporção
versão para impressão    Envie esta matéria para amigos!

Publicidade
 
© 2015 Divina Proporção, Todos os Direitos Reservados | webmaster
desenvolvido por: Siglobal