|    home
  Bem-vindo!

Busca artigos por palavra chave




26/09/2013
 

Gastronomia 

Hibisco dá doce

Marilia Zylbersztajn tem 30 anos e decidiu trocar a psicologia pela gastronomia. Foi para os Estados Unidos estudar no Le Cordon Bleu em São Francisco e passou um ano e meio no setor de sobremesas do D.O.M em São Paulo. No renomado restaurante, destacou-se pela “determinação e precisão nas execuções”, segundo palavras do próprio Alex Atala.  Com essas experiências acumuladas, abriu sua confeitaria artesanal em maio desse ano para oferecer doces tradicionais com um toque pessoal, sem muito açúcar. “Nas minhas receitas, prefiro que os sabores dos outros ingredientes se sobressaiam”, explica Marilia. Uma aposta de Marilia são os petit fours e confeitos feitos para ocasiões especiais. A chef produz kits personalizados de docinhos como cantuccinis, enroladinhos de frutas vermelhas, e claro os caramelos. As embalagens são desenvolvidas conforme o pedido do cliente, para eventos corporativos ou familiares como batizados, chás de bebê, casamento, maternidade, entre outros. Ela concedeu esta entrevista exclusiva ao Divina Proporção.Com.

Imagem: Divulgação

Divina Proporção.Com. – De onde veio a inspiração para fazer um doce com Hibisco?

Marilia Zylbersztajn  - Seguindo a ideia da sazonalidade interferir na produção dos meus doces, eu tinha a intenção de criar um caramelo para a chegada da primavera, que remetesse à época das flores, trazendo cores alegres e frescor.

Divina Proporção.Com. – Por que escolheu esta flor?

Os primeiros testes foram feitos com água de rosas e flor de laranjeira, mas não cheguei no resultado que eu buscava. Lembrei dos chás gelados de hibisco que são consumidos no Oriente Médio e Norte da África, que além de serem lindos pela cor, são purificantes e muito refrescantes. A partir dessa ideia comecei os testes com o hibisco, e deu certo!

Divina Proporção.Com. –  Você usa em seus pratos flores constantemente?

Marilia Zylbersztajn  - Não. Essa foi a primeira vez, mas confesso que gostei do resultado, e estou estudando aderir à ideia com outros produtos.

Divina Proporção.Com. –  Quais outros elementos inusitados você costuma usar?

Marilia Zylbersztajn  - Não sigo essa linha de usar produtos inusitados a qualquer custo. Minha escolha dos ingredientes se dá principalmente pelo sabor e pela procedência. Tenho uma forte preocupação em usar ingredientes na sua forma mais pura, e de preferência, que atenda aos preceitos de uma agricultura que não agrida ao meio ambiente e/ou aos trabalhadores. Claro que algumas combinações acabam surgindo a partir daí, como o caramelo com flor de sal ou amora. Prefiro priorizar os alimentos integrais, nozes e castanhas, frutas orgânicas e chocolate de qualidade superior.

Divina Proporção.Com. –  Quais novidades que a chef está preparando?

Marilia Zylbersztajn  -  Tenho aprimorado algumas receitas sem farinha, que para além de atenderem a uma demanda crescente do mercado, trazem ao doce uma leveza maior, além de realçar o sabor de outros ingredientes. O toucinho do céu, a torta de castanha do Pará e a explosão de chocolate já seguem esse conceito.

 


Publicado por: Divina Proporção
versão para impressão    Envie esta matéria para amigos!

Publicidade
 
© 2015 Divina Proporção, Todos os Direitos Reservados | webmaster
desenvolvido por: Siglobal