|    home
  Bem-vindo!

Busca artigos por palavra chave




18/02/2016
 

Decoração

 

Volta às aulas com novo quarto

 

Toda criança precisa de disciplina, incluindo educação. Por isso, é  preciso organizar o quarto infantil de maneira que ela tenha uma área exclusivamente para os estudos.  A arquiteta Cristina Rocha Andrade e a designer de interiores Patrícia Rocha podem ajudar nessa tarefa com orientações sobre como preparar uma área funcional e atraente que atenda todas as necessidades da criança na idade escolar.

 

Imagem: Divulgação

 

1- Planejar a área de estudos dos pequenos em seu quarto é muito importante para o próprio rendimento da criança na escola;

 

2- Quanto mais cedo for inserido esse espaço no universo da criança, mais facilmente ela vai entender o que faz parte de sua rotina;

 

3- A partir dos três ou quatro anos é importante que ela tenha uma área para pintar e desenhar. Essa é a forma mais lúdica de introduzir o espaço de estudos no universo da criança;

 

4- A área de estudos deve ser planejada considerando o conforto da criança. Os móveis devem ser ergonômicos, ou seja, planejados para sua estatura. Bem acomodada, ela se concentra mais e, consequentemente, rende mais;

 

5- A criança precisa ter identificação com o ambiente. Um caminho, para isso, é saber o que ela gosta ou deseja ter;

 

6- Em seu espaço são bem-vindos: personagens, temas ou apenas cores prediletas;

 

7- No tocante às cores, a escolha deve ser feita com cuidado para que o ambiente fique mais prazeroso tanto para dormir quanto para à prática dos estudos;

 

8- Tons de cinza, preto, vermelho e roxo costumam agitar a criança, melhor evitá-los;

 

9- A bancada deve ter no máximo 50 cm de altura para atender a criança de até 10 anos. Depois dessa idade, o ideal é executar o móvel na altura de 78 cm. A peça pode ser projetada com regulagem para atender essa mudança. A profundidade sugerida é de 60 cm e a largura é de 1 m;

 

10- As medidas podem variar de acordo com o espaço disponível, mas os números acima são os ideais;

 

11- A cadeira deve ter regulagens de assento e de encosto em razão do conforto e da estabilidade da coluna da criança;

 

12- Procure por mobiliário infantil. Ele pode ser encontrado em lojas especializadas, grandes redes de móveis e lojas de decoração ou feitos sob medida;

 

13- A luz natural deve ser privilegiada. Posicione a bancada embaixo ou ao lado da janela para possibilitar a entrada dos raios de sol;

 

14- A luz artificial pode suprir bem as necessidades da leitura e da escrita. Se não for suficiente, o uso de luminárias de pé ou de mesa direcionadas para a bancada resolve essa questão facilmente;

 

15- Poluir o espaço com muitos itens, principalmente em cima da bancada, tira a criança do foco e a prejudica nos estudos.  Quanto menos coisas estiver no espaço para desviar a atenção, melhor;

 

16- Tenha nichos e gavetas para organizar e guardar os materiais escolares. Assim, a criança terá autonomia para pegar e guardar os objetos quando quiser ou precisar; 

 

17- Vale a pena investir num bom projeto de marcenaria contemplando bancadas, prateleiras, nichos, gavetas e tudo o que torna o espaço mais organizado e limpo;

 

18- O cantinho de estudo pode ser compartilhado por mais de uma criança. Dessa forma, ela irá  aprender desde cedo a importância de respeitar o espaço e os objetos do outro, e a manter suas coisas organizadas e guardadas.

 

Projeto: Rocha Andrade Arquitetura & Interiores11 3467-8188

 


Publicado por: Divina Proporção
versão para impressão    Envie esta matéria para amigos!

Publicidade
 
© 2015 Divina Proporção, Todos os Direitos Reservados | webmaster
desenvolvido por: Siglobal