|    home
  Bem-vindo!

Busca artigos por palavra chave




09/04/2016
 

Decoração

 

Questão de bom gosto

 

As rochas garantem resistência, durabilidade, elegância e personalidade a todos os ambientes. Mas para isso, é necessário acertar nas escolhas. As arquitetas Erika Fukunishi e Thalita Miyawaki dão dicas juntamente com os profissionais do Studio Carrara e explicam em quais situações o mármore e o granito são mais indicados e como podem ser conservados.

 

Imagens: Divulgação

 

1- Para escolher corretamente  entre o mármore e o granito, é essencial saber as características, usos indicados e aplicações de cada material.

 

 

2- As cores e nuances, os desenhos e as texturas diferenciam o granito do mármore.

 

 

3- Essas diferenças influenciam nas aplicações de cada tipo de pedra nos espaços.

 

 

4- Com relação a cor, o granito é mais mesclado, enquanto o mármore é mais uniforme.  Essas características interferem nas composições com outros materiais.

 

5- O valor disponível para o investimento, a estética e os acabamentos pretendidos são os principais critérios ao escolher entre mármores e granitos.

 

6-  Também são consideradas as aparências das pedras. As mais neutras  ou as que têm cores mais vivas precisam ser analisadas para  compor com os demais elementos da decoração.

 

 

7-  As decisões dependem das necessidades de uso e estilos dos ambientes.

 

 

8- O estilo de vida dos clientes também influencia as decisões de escolha desses materiais.  

 

9- As cores também são consideradas. As neutras são utilizadas para pessoas clássicas e discretas,  ao contrário das chamativas, que podem ser usadas para um público mais ousado e em ambientes pouco frequentados, como o lavabo. É importante verificar quais os tons das rochas que melhor atendem essa demanda.

 

10-  Por ser mais poroso, o mármore deve ser utilizado preferencialmente em ambientes internos, exceto na cozinha, já que absorve gordura e deslizar facilmente.

 

 

11- O granito, mais resistente que o mármore, pode ser usado tanto em áreas externas como nas internas  como cozinhas e banheiros.

 

12- A limpeza e a manutenção das pedras são fundamentais para garantir a conservação do material. Por isso, não devem ser aplicados produtos corrosivos, que danificam as rochas.

 

13 - O indicado é utilizar apenas um pano úmido e, se for necessário, detergente neutro.

 

 

14 - São os cuidados na hora da limpeza que garantem maior durabilidade e beleza às pedras.

 

Projeto: Erika Fukunishi e Thalita Miyawaki da EFTM (www.eftmarquitetura.com)

Rochas do Studio Carrara (www.studiocarrara.com.br)


Publicado por: Divina Proporção
versão para impressão    Envie esta matéria para amigos!

Publicidade
 
© 2015 Divina Proporção, Todos os Direitos Reservados | webmaster
desenvolvido por: Siglobal