|    home
  Bem-vindo!

Busca artigos por palavra chave




16/11/2016
 

Decoração

 

Iluminação como mote

 

Localizada no bairro Ecoville, em Curitiba, PR e  concebida dentro de uma proposta contemporânea, a casa de 145 m2 assinada pela arquiteta Viviane Loyola conta com peças marcantes da Momentum & Design. O social contempla living, sala de jantar com cadeiras Murano da designer Luciana Catani, espaço gourmet e home theater. A iluminação foi efetiva nos interiores. Veja as dicas e acerte também.

 

Imagens: Nenad Radovanovic

 

1-  A iluminação pode ampliar espaços e destacar alguns detalhes e peças;

 

2-  Para quem quer economizar, uma dica, é desligar as tomadas da parede quando os equipamentos não estiverem em uso;

 

3- Outra dica é saber que luz fria e luz quente são chamadas assim por causa da aparência de cor da fonte de luz que pode ser branca, azulada ou amarelada e não pela temperatura térmica. Saiba fazer a opção correta;

 

4-  Ao arriscar em fazer seu projeto de iluminação, procure informações em livros, revistas e internet. Além de cursos na área oferecidos, por exemplo, pelo Museu da Luz;

 

5-  Ao contrário do que se usava há anos, a tendência atual é investir em abajures, colunas, plafons, arandelas e pendentes, ampliando o leque de opções de luz num mesmo ambiente;

 

6- Com os equipamentos acima, são criadas atmosferas distintas atendendo a diferentes necessidades em ocasiões peculiares;

 

7- Para iluminar um ambiente, o primeiro passo é fazer uma análise de sua função, estilo, atividades que serão realizadas, objetos a serem destacados e clima desejado;

 

8- Depois é preciso decidir o tipo de iluminação e, finalmente, escolher as lâmpadas e luminárias corretas;

 

9- Você poderá optar por iluminação geral, indireta e de tarefas;

 

10- A iluminação geral  define o espaço e o torna visualmente confortável;

 

11- A iluminação indireta pode ser feita com a utilização de spots, colunas, abajures ou arandelas. Proporciona conforto visual na medida em que clareia paredes e tetos. Leva luz extra para objetos ou superfícies  como quadros, estantes etc.;

 

12- A iluminação de tarefas é usada em áreas onde se realiza algum tipo de trabalho (ler, escrever, cozinhar, lavar, jogar etc.). Mas a colocação da luminária requer alguns cuidados para que não produza sombras e nem atrapalhe a atividade. Para ler e escrever, por exemplo, utiliza-se, em geral, luz bem difusa e abundante, vinda por cima dos ombros ou pela lateral;

 

13- Quanto mais você se aprofundar no assunto, mais chances de acertar no projeto.

 

Projeto:  Viviane Loyola  (www.vivianeloyola.arq.br)

Mobiliário: Momentum & Design Tel.: 41 3242-2920

Cursos:  Museu da Lâmpada (www.museudalampada.com.br)

 


Publicado por: Divina Proporção
versão para impressão    Envie esta matéria para amigos!

Publicidade
 
© 2015 Divina Proporção, Todos os Direitos Reservados | webmaster
desenvolvido por: Siglobal